Tubarão em Fernando de Noronha: mergulho em segurança

Muitas pessoas nos perguntam sobre a questão do tubarão em Fernando de Noronha e se é possível mergulhar sem ter o encontro com esse animal, muitas vezes temido por causa dos ataques ocasionais. Para responder isso, é importante entender primeiro que o arquipélago de Noronha é considerado um dos santuários ecológicos mais importantes do mundo.

Ao todo, o arquipélago é formado por 21 ilhas e para garantir a preservação, a ilha possui áreas restritas para que peixes, golfinhos, tubarões, corais e outras espécies continuem se desenvolvendo.

Sabendo disso, vamos esclarecer algumas dúvidas sobre tubarão em Fernando de Noronha a seguir. #VemQueEuTeMostro 

Afinal, consigo mergulhar em algum ponto sem tubarão em Fernando de Noronha?

Como muitos já sabem, a vida marinha na ilha é bem abundante, o que proporciona momentos incríveis e únicos durante os mergulhos. No entanto, o encontro com os animais é bastante aleatório e depende do horário, condições do mar e vários outros fatores, assim como são no caso de encontrar os golfinhos rotadores e as tartarugas durante os passeios de barco, por exemplo.

Ou seja, não é tão simples como parece encontrar todas essas maravilhas no mar e não podemos afirmar com 100% de certeza que exista um ponto de mergulho sem tubarão em Fernando de Noronha. 

Em uma entrevista para um jornal local, o engenheiro de pesca Léo Veras, curador do Museu do Tubarão e especialista de tubarões afirma: “seres humanos não fazem parte da cadeia alimentar dos oceanos, logo, não são alimento para esses animais. Tubarão não é feito para comer gente. Aqui temos um ambiente equilibrado e pequena invasão humana no mar. Além disso, a água cristalina faz com o que o tubarão identifique o humano e não ataque”. 

Além disso, em mais de 30 anos de turismo com a Atalaia na ilha, nunca ocorreu nenhum incidente com tubarão em Fernando de Noronha (ou qualquer outro animal) durante atividades turísticas.

 Pontos de mergulho no arquipélago

São 16 pontos principais para a prática de mergulho em Fernando de Noronha, que variam de 3 a 63 metros de profundidade. Apesar de alguns serem reservados para os mergulhadores mais avançados ou intermediário, você ainda pode encontrar pontos de mergulho com lindos cenários para os mais inexperientes.

O Naufrágio do Porto é uma dessas opções. Localizado bem próximo da praia do porto, o naufrágio de dois antigos navios gregos podem ser avistados a apenas 3 metros de profundidade, com uma rica vida marinha ao seu redor, repleto de peixes, tartarugas, moreias, arraias e tubarões.

Por está bem próximo da praia, o visitante pode escolher realizar esse mergulho por conta própria com o equipamento de snorkel, ou ainda realizar o mergulho com cilindro para ter uma experiência completa. Prepare sua máquina aquática e se prepare para registrar lindas fotos do fundo do mar.

Outro ponto de mergulho que vale a pena conhecer é a Caverna da Sapata. Medindo aproximadamente 15m por 30m, o local é casa de raias-prego, meros e outros peixes maiores. Além disso, o cenário subaquático da caverna é bem diferente dos demais pontos de mergulho da ilha.

Apesar do mar neste ponto ser sujeito a correnteza, as excursões recebem mergulhadores básicos até os mais avançados. É muito importante contratar uma empresa experiente que conte com todos os equipamentos de segurança necessários para realizar o mergulho.

Em Noronha você também tem a oportunidade de conhecer um dos naufrágios mais famosos do país, o Corveta V17. Esse mergulho é reservado apenas para os mergulhadores mais avançados, com uma profundidade de 60 metros. Com quase toda estrutura preservada, no interior do navio o mergulhador ainda encontra objetos deixados para trás pela sua tripulação.

Algumas dicas importantes para quem deseja mergulhar em Noronha

Descobrir os encantos do fundo do mar de Noronha é uma experiência única, mas alguns cuidados são essenciais para evitar acidentes e manter o ambiente preservado. Separamos algumas dicas para o seu melhor aproveitamento no mergulho em Fernando de Noronha. Vem ver! 

  • Maré alta, lua nova e lua cheia combinam com peixes grandes;
  • Evite nadar próximo a grandes cardumes, principalmente ao amanhecer e ao cair da tarde, pois esse é o horário que os peixes se alimentam;
  • Fique atento ao nível e condições do mar. Evite o banho em águas profundas e mar revolto, pois há probabilidade de correntes fortes;
  • As caravelas são lindas, mas podem queimar;
  • Nunca mergulhe desacompanhado, busque sempre guias credenciados;
  • Respeite o espaço dos animais marinhos: contemple a presença deles, mas nunca persiga-os, toque-os ou alimente-os;
  • Em caso de dúvidas, procure um condutor local credenciado.

 Mergulhe em segurança na ilha com a Atalaia

Em todos os mergulhos realizados na ilha, seja o mais profissional com cilindro ou o mergulho livre de snorkel durante o banho de mar, o turista só pode mergulhar com todos os equipamentos e vestimentas ideais, além de ter um guia credenciado Atalaia acompanhando durante todo o tempo que está submerso, no caso do mergulho de cilindro. 

É preciso estar acompanhado de uma empresa experiente, com estrutura, segurança e guias locais, que saibam tudo sobre a ilha, para não se arriscar nos passeios, principalmente nos passeios feitos na água, que demandam mais atenção.  

Relembramos que Noronha segue forte no combate à covid-19 e é o destino mais seguro do Brasil.

Reserve já os seus passeios no nosso site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *