Taxas Fernando de Noronha: confira todos os detalhes

Com uma extensão de 26 mil km², Fernando de Noronha é um arquipélago vulcânico situado a cerca de 350 km ao largo da costa nordeste do Brasil. Possui um Parque Nacional Marinho que foi criado em 1988, com o objetivo de valorizar os ambientes naturais e de beleza cênica local, protegendo os ecossistemas marinhos e terrestres, preservando a fauna, a flora e os demais recursos naturais. A beleza exuberante da ilha conhecida mundo afora e a grande preservação só são possíveis graças às taxas Fernando de Noronha, que são cobradas a todos os turistas que visitam a ilha. São elas:

TPA (Taxa de Preservação Ambiental)
Ingresso do Parque Nacional Marinho (PANAMAR)

Confira agora todos os detalhes sobre as taxas cobradas em Noronha.

Entenda as taxas Fernando de Noronha

Antes de tudo, é preciso entender que a cobrança dessas taxas são de extrema importância, para que a administração consiga manter o alto padrão da ilha e continuar proporcionando momentos incríveis aos turistas. Por isso, as duas principais taxas em Fernando de Noronha são: 

1) TPA (Taxa de Preservação Ambiental)

Essa taxa viabiliza o recolhimento do lixo dentre suas funções principais. O primeiro passo para pagar a TPA é preencher um formulário com os dados pessoais e da sua viagem. Por isso, é importante que você já tenha todas as informações definidas, como os dias que vai permanecer na ilha, seu voo etc.

*Obrigatória para todos, incluindo crianças a partir de 5 anos de idade;

  • Cobrada por dia de permanência; 
  • Valor de um único dia R$ 79,20;
  • Forma de pagamento: dinheiro (Real / Dólar), cheque, cartões débito / crédito (exceto Hipercard);
  • Isentos: crianças de 00 a 04 anos;
  • Pagamento: sugerimos que o pagamento seja adiantado pelo site www.sounoronha.com.br;
  • Consulte a tabela de valores completa no site oficial da ilha.

2) Ingresso de acesso ao Parque Nacional Marinho

Esse ingresso dá acesso, por meio de uma carteirinha, a diversas praias e trilhas famosas do Parque Nacional, que correspondem a 70% da ilha. Visa a preservação, estruturas de apoio ao turista e controle de acesso às áreas do Parque.

É válido por dez dias de visitação à reserva, que é de responsabilidade do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio). Os serviços turísticos do parque são terceirizados e a cobrança é feita por uma empresa concessionária, a Econoronha.

*Deve ser paga somente pelos visitantes que desejam acessar a área do Parque Nacional (por terra ou pelo mar);

  • Valor único;
  • Válida por até 10 dias corridos; 
  • A partir do dia 1º de novembro de 2021 -> Valor: R$ 165,00 (Brasileiros) / R$330,00 (Estrangeiros);
  • A partir do dia 1º de novembro de 2021 -> Isentos: moradores, parentes em primeiro grau e pessoas a serviço autorizadas;
  • Pagamento: sugerimos que o pagamento seja adiantado pelo site TICKETS.PARNANORONHA;
  • Forma de pagamento online: cartões de crédito nas bandeiras Visa e MasterCard.

ATENÇÃO: até o dia 31.10.21, a taxa do Parque Nacional Marinho custa R$ 126 para brasileiros e R$ 251 para estrangeiros e estão isentos crianças menores de 12 anos e brasileiros acima de 60 anos.

Projeto Tamar
A importância do projeto para o meio ambiente 

Esse projeto é um dos mais importantes da ilha, por cuidar e preservar ativamente as tartarugas marinhas e a fauna marinha local. Atua como um laboratório natural no arquipélago, desenvolvendo pesquisas sobre biologia e comportamento das tartarugas marinhas.

O Projeto Tamar também é um dos pontos turísticos mais importantes e que vale a pena conhecer quando estiver na ilha. Recebe diversos visitantes e propõe palestras à noite.

O projeto também é essencial para a educação ambiental de grande parte dos turistas que visitam o paraíso, que recebem uma verdadeira aula sobre preservação durante a visita. Muitas vezes, os turistas também podem acompanhar a desova das tartarugas junto com a equipe de biólogos do Tamar.

Novos protocolos de entrada (a partir de outubro de 2021)

No início da pandemia, a ilha de Fernando de Noronha logo se prontificou e adotou diversos protocolos de segurança em relação à entrada dos turistas.

Hoje em dia, com 100% da população adulta já vacinada com as duas doses, Noronha entrou em uma nova fase de flexibilização desde o dia 1 de outubro de 2021, estabelecendo um novo protocolo para a entrada de visitantes na ilha. Confira:

Adultos vacinados com as 2 doses:

  1. Adquirir a carteira digital de vacinação através dos portais Conecte SUS Cidadão, do Ministério da Saúde, Conecta Recife ou Passe Verde.
  2. Apresentar a carteira de vacinação digital com as 2 doses da vacina (sendo a última dose com mais de 21 dias da aplicação).

Adultos vacinados com apenas 1 dose:

  1. Apresentar a carteira digital;
  2. Realizar e apresentar também um dos seguintes exames: 
  • Resultado negativo do teste molecular RT-PCR, realizado 48h antes do embarque ou menos, 
  • Resultado reagente do exame IgG por sorologia, realizado em laboratório, ou resultado reagente de exame de anticorpos neutralizantes, realizado em laboratório. 

*Testes rápidos e exames de busca de antígenos não serão aceitos. 

Crianças:

  • De 0 a 6 anos ficam dispensadas da apresentação de exames para Covid-19. 
  • De 7 a 11 anos devem apresentar resultado negativo do teste molecular RT-PCR, realizado 48h antes do embarque ou menos, ou resultado reagente do exame IgG por sorologia, realizado em laboratório. 
  • Entre 12 anos e 17 anos, que não tomaram a vacina, também precisam apresentar exames. 

Pessoas vacinadas no exterior

Turistas estrangeiros podem validar o comprovante de vacinação de seu país de origem no portal SouNoronha, através do Passe Verde, acessado durante o pagamento da TPA – Taxa de Preservação Ambiental. A aplicação emite um Certificado Digital de Verificação, aceito pelo novo protocolo. O mesmo vale para brasileiros vacinados no exterior.

Exame de saídanão precisará ser mais realizado.
*A partir de 01 de dezembro, só será aceita a carteira de vacinação com as 2 doses aplicadas.

  • Utilizar obrigatoriamente máscaras nos espaços públicos da ilha; 
  • Higienizar sempre as mãos com álcool gel 70%.

ATENÇÃO: só entra na ilha quem já tiver tomado pelo menos uma dose, seguindo as recomendações informadas.

Planeje-se antes de visitar Fernando de Noronha 

É muito importante planejar a sua ida a Noronha levando em conta o pagamento das taxas. Crie o seu roteiro de viagem e, de acordo com os dias que for ficar, calcule também o valor que será destinado apenas para as taxas, como a TPA (cobrada por dia de permanência), para não ter nenhuma surpresa desagradável e curtir a sua viagem da melhor maneira possível.

Indicamos que realize o pagamento das taxas Fernando de Noronha antecipadamente pela internet, através dos sites específicos, para evitar perder tempo nas filas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *